domingo, maio 18, 2008

A semente e a tainha

O Segredo de um Cuscuz: É longo, mas vê-se bem. Recomenda-se e muito, aliás.
Engraçado é ter sabido a estória toda dos meandros do filme (via
Y) e depois quando fui ver muito pouco correspondia à imagem que tinha dele. Giro.

Em traços largos, ou lateralmente, pode ser... um filme sobre comida (tantas outras hipóteses possíveis). Sobre como se come, o que se come e com que sentimento (uma cena à mesa que levou 15 dias a fotografar; o realizador só filmava enquanto os (não)actores estivessem realmente esfaimados). Sobre o apetite que causa, especialmnete vendo-os comer com os dedos. (Alguém sabe onde se pode comer um cuscuz de peixe???) Tantas estórias paralelas pelo meio, como a de os actores terem sido "pescados" da rua, nenhum deles sendo profissional. E houve césares e prémios e afins. Uau.

Voltando à comida... saímos esfaimados, claro. O resultado foi o ataque cerrado às sandes de salmão fumado do Irish, agora que somos todos habitués.
Só perdeu quem não foi (ou dada a descrição do "motivo", também ficámos a duvidar! :p).

Ps-é tãaao bom ter vida social outra vez! (Por tudo.)

2 comentários:

Dario disse...

...molto bello il film, qui in Italia si intitola "Cous Cous".La scena finale con la danza del ventre è fantastica e i personaggi sono tutti molto ben fatti e interpretati anche se forse l'inseguimento del motorino alla fine è un pò esagerato..ciao ciao Dario

Miguel A. Lopes disse...

Ontem fui ver esse filme. Achei interessante mas alguns planos e filmagens estão muito pobres e confusos e é um filme "massudo".
Quanto ao teu blog é bem interessante.
Se gostas de cinema podes espreitar o site do meu pai João Lopes o

www.cinema2000.pt