terça-feira, janeiro 30, 2007

-Desculpe, importa-se de...? Ou "O que oferece o não"

O cardeal patriarca, D.José Policarpo, considera que a educação sexual "é bem-vinda e necessária", mas para ser "verdadeira" tem que ser feita na "perspectiva da castidade" (in Público).

Este exemplo ilustra bem o que os movimentos do não querem dizer quando defendem a existência de "educação sexual", como forma de combater o aborto.

Além do "copo de água em vez", para eles, basicamente, educação sexual é dizer "obrigado" no fim.

1 comentário:

Dumb disse...

Tinhas dito 1947. Reconsidera...