segunda-feira, setembro 22, 2003

A Primeira Vez

Como se fosse o primeiro dia.
Já quase tinha esquecido - o espaço fechado, a oclusão. Física, também.

Espaço de mãos abertas e deuses caídos, ou deuses erguidos na esperança de uma fuga. Que prometo. Juro e anseio, a volta pacífica ao mundo meu.

Moinho de mim na catarse diária, o corpo calçado, a alma fria em silêncio.

(Como se fosse a primeira vez.)

1 comentário: